Eu li: Objetos Cortantes – Gillian Flynn

Em 17.02.2016   Arquivado em Livros

Helloo gente! Faz tempo que não faço resenha né? Mas, para compensar, vim com Gillian Flynn, pode ser? Hahahahaha.

Gillian é autora de três livros que estão fazendo um super sucesso, sendo que dois deles já foram adaptados para os cinemas (Garota Exemplar e Lugares Escuros) e o outro, Objetos Cortantes, vai virar série, ou seja, a moça sabe o que faz, né? Conheci a autora quando assisti Garota Exemplar e fui pesquisar sobre. Querem saber o que eu achei??

Autor(a): Gillian Flynn

Páginas: 254

Gênero: Romance Policial

Sinopse: Recém-saída de um hospital psiquiátrico, onde foi internada para tratar a tendência à automutilação que deixou seu corpo todo marcado, a repórter de um jornal sem prestígio em Chicago, Camille Preaker, tem um novo desafio pela frente. Frank Curry, o editor-chefe da publicação, pede que ela retorne à cidade onde nasceu para cobrir o caso de uma menina assassinada e outra misteriosamente desaparecida. Desde que deixou a pequena Wind Gap, no Missouri, oito anos antes, Camille quase não falou com a mãe neurótica, o padrasto e a meia-irmã, praticamente uma desconhecida. Mas, sem recursos para se hospedar na cidade, é obrigada a ficar na casa da família e lidar com todas as reminiscências de seu passado. Entrevistando velhos conhecidos e recém-chegados a fim de aprofundar as investigações e elaborar sua matéria, a jornalista relembra a infância e a adolescência conturbadas e aos poucos desvenda os segredos de sua família, quase tão macabros quanto as cicatrizes sob suas roupas.

Resenha: Apesar de ter assistido o filme baseado no segundo livro da autora, Garota Exemplar, que já dá vários indícios dos temas e características de Flynn, fui totalmente pega de surpresa ao ler Objetos Cortantes. Quando li a sinopse, imaginei um romance policial bom, mas superficial, daqueles com finais bem óbvios. Mas foi ler o primeiro capítulo pra mudar completamente de opinião.

Logo no início, somos apresentados a Camille Preaker, uma jornalista de um jornal pequeno e desconhecido de Chicago que vê em dois casos de assassinato em sua cidade natal, a chance de ter seu nome reconhecido no meio em que trabalha, assim como seu chefe, que a manda a Wind Gap, no Missouri, a fim de produzir uma matéria capaz de alavancar as vendas do jornal e torná-lo conhecido na capital.

Ao voltar para a cidade onde passou grande parte da vida e se hospedar na casa da família, Camille passa a reviver sua infância repleta de turbulências ao lado da meia-irmã de 13 anos quase desconhecida, Amma, que é esperta e provocativa demais para a pouca idade, sua mãe, Adora, a mulher mais amada na cidade, graças ao seu passado, e o padrasto sem função alguma na casa ou na vida da protagonista.

Ao longo das investigações dos crimes, Camille tem de encarar seu passado perturbador cada vez que tem de entrevistar ou conviver com conhecidos ou amigos de infância que não mudaram em nada com o passar dos anos, causando a volta da sua vontade de se mutilar, até então controlada, e fazendo com que descubra cada vez mais sobre os defeitos e demônios que rodeiam a pequena cidade do interior.

Gillian escreve de forma muito envolvente e profunda, fazendo com que você conheça tanto a protagonista, quanto os demais personagens de forma bem íntima, mostrando suas personalidades, muitas vezes duvidosas, seus medos, defeitos, e segredos. Além disso, traz de forma forte temas como depressão e automutilação, assim como trata sobre abandonos e perdas. Confesso que não adivinhei quem era o assassino, portanto, a surpresa no final foi inevitável pra mim, mostrando uma trama muito bem feita e com muito sentido.

Um fato bem interessante que percebi só depois de terminar a leitura e ver algumas resenhas é que todos os personagens fortes são mulheres. Os poucos homens que aparecem ao longo da trama, apesar de serem importantes na história, são pouco desenvolvidos e explorados.

Em suma, posso dizer que é uma trama marcante e perturbadora, mas com uma escrita fantástica para um livro de estreia de uma autora, como é o caso.

Adorei, apesar de não estar acostumada a ler esse tipo de livro. Recomendo a quem gosta de histórias envolventes de suspense. Mereceu quatro estrelinhas porque em certos momentos achei pesado demais.

Gostaram gente? Gostariam de ler? Me contem!

Beijos, Ma 😉

Eu li: 8 segundos – Camila Moreira

Em 04.08.2015   Arquivado em Livros

Adoro achar escritores brasileiros nas minhas buscas por livros e quando achei “8 Segundos”, não foi diferente. Na hora me interessei e baixei o livro para ler no Lev (vocês se interessariam por um post sobre livros em pdf? Com links e etc?).Vejam o que eu achei sobre ele:

Autor(a): Camila Moreira

Páginas: 280

Gênero: Romance

Sinopse: O que fazer, quando dois mundos totalmente diferentes se chocam em uma realidade não esperada?Pietra sempre teve tudo o que desejava, mas após ser obrigada a passar trinta dias isolada em uma das fazendas da família, ela vai descobrir que nem tudo está ao alcance de suas mãos. Um peão de olhos azuis está tirando o sono da princesa da cidade.Lucas Ranger é um homem ligado às coisas mais simples da vida. Suas maiores paixões são o rodeio, o campo e os animais. Lucas não se deixa levar pelos lindos olhos verdes de Pietra, ele sabe que ela significa problema. Mas será que o cowboy indomável, irá se deixar laçar por uma menina de cristal?Oito segundos… uma história de amor e paixão superando as diferenças.

Resenha: Logo que eu vi a sinopse e comecei a leitura desse livro, já percebi que seria um clichê romântico, daqueles que o amor entre os mocinhos acabam com todos os obstáculos da história. De fato, não me surpreendi, porém, prendeu minha atenção do mesmo jeito – tanto que li tudo em um dia só.
O protagonista, Lucas Ranger, é um veterinário que faz muito sucesso entre as mulheres na cidade. Muito apegado à única família que tem – o tio e a prima – dá valor para as coisas simples da vida. Ele e o tio trabalham na fazenda Girassol, que pertence à família de Pietra Alcântara, a típica patricinha da cidade grande. Fútil até o último fio de cabelo, a garota faz um acordo com o pai, ela passaria 30 dias na fazenda em troca de um apartamento em Paris, seu sonho de criança.
Como é de se esperar nesses romances, a atração entre os dois é instantânea, apesar de discutirem cada vez que se encontram, e então a história passa a tratar da luta para ficarem juntos quando segredos do passado começam a ser revelados e acontecimentos conspiram contra o casal.
A linguagem do livro é EXTREMAMENTE fácil de entender, tanto que em certos momentos, parece ser até bobinho, e bem jovem também, com gírias e palavrões.
Os personagens secundários são bem importantes na história também, principalmente Mariana e Pedro, a prima e o melhor amigo de Lucas, que ajudam o casal.

Uma coisa que eu adorei no livro são as citações de letras de músicas. Tem “Your body is a wonderland” do John Mayer, Jorge e Mateus, Victor e Leo. Um detalhezinho super fofo.

Recomendo esse livro pra quem quer um romance gostoso de ler, mas dou só três estrelinhas pelo o que falei aqui em cima.

Espero que tenham gostado!

Beijos, Maria!!